humilitas
província imaculada conceição

Vivemos nossa consagração religiosa respondendo ao chamado de Deus pela profissão dos conselhos evangélicos mediante os votos públicos de castidade, pobreza e obediência.

Com a profissão dos conselhos evangélicos e aceitação das exigências que dela decorrem, tornamo-nos disponíveis à missão que Deus nos confia de testemunhar a vida transcendente a todo o povo de Deus, particularmente aos migrantes, e ajudá-los a descobrir o amor que o Pai lhes tem e a esperança à qual são chamados.

Com a profissão dos conselhos evangélicos aderimos radicalmente a Jesus Cristo, assumindo a forma de vida que Ele mesmo escolheu para cumprir a vontade salvífica do Pai, na disponibilidade, no despojamento e na doação da própria vida.

A profissão dos conselhos evangélicos de castidade, pobreza e obediência compromete-nos a viver mais plenamente nossa consagração batismal, insere-nos mais profundamente na vida e santidade da Igreja e nos faz ser, já neste mundo, sinal dos bens celestes; liberta-nos das preocupações terrenas e torna-nos plenamente disponíveis para o serviço de Deus e dos irmãos migrantes. (NC números – 6 a 9)

Nossa opção de vida é revigorada pela oração, leitura orante da Palavra de Deus, pela participação na celebração eucarística, fontes de comunhão com Deus e com os irmãos. 

Acompanhamos, ajudamos e orientamos os migrantes em seu êxodo, guiadas por Jesus Cristo Peregrino que caminha com os discípulos de Emaús, se faz “próximo”, dialoga, se revela na partilha do pão e faz arder seus corações com a sua presença.